Salário mínimo brasileiro para 2022: confira o novo valor, que é diferente em alguns estados!

O valor do salário mínimo brasileiro para 2022 subiu para R$1.212, e passou a valer em 1º dia do ano. No entanto, alguns estados têm piso próprio e não seguem o decreto federal, confira!
Anúncios


Salário mínimo
Fonte: Google
Anúncios


Todo começo de ano é esperado o reajuste no salário mínimo, que este ano passou de R$1.100 para R$1.212. O novo valor representa alta de 10,18% de acordo com o salário vigente, ou seja, R$112 a mais no mês do trabalhador, aposentado ou pensionista que recebem salário base.

A correção do salário mínimo brasileiro é realizada pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), onde o Ministro da Economia tem expectativa que a alta seja de 10,03% em 2021, mas os números oficiais vão ser divulgados pelo IBGE, apenas no dia 11 deste mês. Se a alta for essa, significa mais um ano sem aumento genuíno no salário de quem recebe o mínimo.

Anúncios


Enquanto remunerações com vínculos ao salário base, ficarão da seguinte maneira: valor de referencial diário será de R$40,41, já o valor por hora será de R$5,51. Mas o que muitos brasileiros não sabem é que cinco estados adotam piso regional, com valores superiores ao que os demais estados seguem, que é o fixado pelo Governo do país.

Salário mínimo brasileiro para 2022 – Estados possuem “mínimo próprio”.

Segundo informações da entidade “Dieese” (Dep. Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), mais de 55 milhões de brasileiros têm o salário mínimo como referência, desses, enquanto de 24 milhões são beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

O salário base (mínimo) regional serve como referencial, sobretudo, para o trabalhador de atividade privada pertencentes a classes não abrangidas em acordos comum, ou de alguma convenção, é o caso das empregadas domésticas. Em caso de empresas, o salário mínimo é o valor menor que o empregador pode pagar para um colaborador.

Anúncios


O salário mínimo foi estabelecido no século XlX na Nova Zelândia e Austrália. Enquanto no Brasil, o surgimento foi depois, no século XX, mais precisamente na década de 30, na promulgação da Lei nº 185 em 1936. Portanto, o valor é constituído por lei, e é reavaliado anualmente conforme o custo de vida da população, que tem como base o que um cidadão gasta para sobreviver.

Descubra o salário mínimo em cada estado brasileiro.

Salário mínimo
Fonte: Google

Paraná – PR: os paranaenses que recebem salário mínimo, o valor é diferente do estabelecido pelo decreto do governo. Para este ano, o mínimo do Paraná não foi estipulado, mas deve seguir o índice INPC. Então, a estimativa é que o valor em vigor de R$1.467,41 a R$1.696,00 passe para algo em torno de R$1.600 para menor faixa a R$1.870.

Santa Catarina – SC: os catarinenses ou “barrigas-verdes” que recebem salário mínimo, o valor é diferente do fixado por decreto do governo federal. Em 2022 o piso do estado vai ser definido somente em março e será reajustado. Por enquanto no estado vigora o valor aderido ano passado, onde os pisos dos salários são de R$1.281,00 R$1.467,00.

Anúncios


Rio Grande do Sul – RS: este é outro estado no sul do país que não acompanha o valor do salário base determinado pelo decreto do governo brasileiro. O salário mínimo dos gaúchos em 2021 era de R$1.237,15 até R$1.567,81, mas já teve reajuste no mês de dezembro de modo retroativo a outubro, passando então para R$1.305,56 – R$ 1.654,51.

Estados da região sudeste do Brasil com piso regional diferente:

Rio de Janeiro – RJ: trabalhadores, aposentado(s) e pensionista(s) do estado do Rio que também recebem salário mínimo, não recebem o valor decretado pelo governo. Inclusive não foi “batido o martelo” de quanto será o piso do estado para 2022. Atualmente vigora o piso de 2019, com média de ganhos que variam de R$1.238,10 R$3.158,96.

São. Paulo – SP: este é o último estado dos 5 que não seguem o salário base estabelecido pelo decreto do governo federal. Ainda não foi fixado o novo piso do estado para este ano, porém o governo já antecipou que não há uma previsão do reajuste. Atualmente está em vigor em SP o piso aderido em 2019, onde as faixas vão de R$1.163,55 R$1.183,32.

Anúncios


Demais estados brasileiros seguem o valor do salário base, ou mínimo determinado pelo decreto do governo do Brasil. Ou seja, o reajuste passou de R$1.100 para R$1.212. Dentre esses estão pensionistas e aposentados do INSS; lembrando que quase 70% dos benefícios pagos são de apenas 1 salário mínimo.

Enquanto os segurados com renda acima do piso nacional (incluindo reajustes do valor do teto máximo), devem saber o percentual do aumento conforme base do INPC acumulado em 2021, que será divulgado na próxima semana pelo IBGE.

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, em suas redes sociais e ainda com os seus familiares. Não esqueça de ler outros artigos sobre o assunto aqui no blog relacionados a finanças, investimentos, empréstimos, bancos digitais e cartão de crédito.

Anúncios