Lucratividade e rentabilidade: parecidos, porém diferentes.

Ambos os conceitos estão associados a investimentos. Contudo, não significam a mesma coisa. Saber o que cada um significa é importante para um bom desempenho financeiro.
Anúncios


Lucratividade e rentabilidade
Fonte: Google
Anúncios


Quem nunca teve dúvida se a empresa estava apresentando resultados positivos que atire a primeira pedra. Afinal, é mais comum do que se imagina as dúvidas acerca dos termos lucratividade e rentabilidade. Embora ambos pareçam ser a mesma coisa, a verdade é que eles são diferentes.

Qualquer pessoa que seja responsável por cuidar da administração de um determinado negócio tem ciência que acompanhar continuamente os resultados é fundamental para que a empresa cresça e tenha solidez no mercado.

E entre os indicadores que auxiliam nesse trabalho de acompanhamento dos resultados, normalmente analisados pelas pessoas que estão na gestão, nós encontramos a rentabilidade e a lucratividade, cruciais para saber se o negócio está sendo lucrativo ou se está havendo prejuízo nas operações.

Anúncios


Tais indicadores dizem respeito a aspectos distintos. O problema da confusão que a maioria das pessoas faz em relação aos mesmos, pode acabar atrapalhando a análise correta das informações e com isso dar a entender que o negócio se encontra em uma situação melhor ou pior do que de fato está.

Portanto, entender claramente a distinção que há entre esses dois termos é crucial para conseguir avaliar bem qual é o panorama real da empresa e, dessa forma, ser possível tomar decisões coerentes e assertivas com o objetivo de otimizar os resultados.

Afinal, o que é rentabilidade?

O índice de rentabilidade costuma se basear no lucro líquido apresentado pela empresa e tem seu resultado em valor percentual. A diferença em relação a lucratividade é que ele é usado para medir o retorno que determinado investimento pode vir a gerar ao negócio.

A rentabilidade em um negócio irá determinar quanto o investidor vai ganhar naquela operação. Basicamente, ela significa a taxa que irá indicar quanto o que foi aplicado vai pagar sobre o valor investido – em outras palavras, é uma porcentagem que informa o quanto o investidor irá ganhar.

Anúncios


Por exemplo, uma rentabilidade de 5% anual, significa que ao final de um ano investindo, o investidor terá essa porcentagem de retorno sobre o que foi investido inicialmente. Ou seja, se ele investiu R% 5 mil, o retorno será de R$ 250, equivalente a 5% sobre R$ 5 mil.

Os tipos de rentabilidade em investimentos

Lucratividade e rentabilidade
Fonte: Google

Há quatro maneiras de aferir a rentabilidade de um determinado investimento. Em cada uma delas é preciso ter em conta a variação do preço, ou seja, o quanto ele valoriza ou desvaloriza dentro de um período. Veja abaixo as classificações do indicador rentabilidade:

  • Rentabilidade Real
  • Rentabilidade Nominal
  • Rentabilidade anual e mensal

Vale destacar que a rentabilidade tanto pode ser considerada bruta quanto líquida. Na primeira opção, os impostos ou taxas sobre o cálculo não são considerados. Já no segundo, é o valor direto imbuído das taxas descontadas, basicamente o valor que a pessoa receberá.

Anúncios


O que é lucro?

De forma resumida, lucro é todo recurso que “sobra” no caixa da empresa após todos os pagamentos de impostos, salário de funcionário, despesas, entre outros gastos, terem sido pagos. Ou seja: lucro líquido = receitas – descontos – despesas – custos.

Essa sobra pode ser revertida em investimento no próprio negócio, fazer uma reservar de emergência ou até mesmo ser repartido entre aqueles que são acionistas e colaboradores da empresa.

É fundamental destacar que empréstimos e investimentos externos não devem ser contabilizados na conta do lucro. Lembre-se: tão importante quanto entender o lucro líquido é entender também o que é lucro bruto.

Lucro bruto

Assim como é importante saber como calcular o lucro líquido, calcular o lucro bruto é igualmente importante. Sendo assim, para achar o lucro bruto, é necessário considerar a totalidade das receitas sem os custos decorrentes.

Anúncios


Ou seja, o lucro líquido é achado a partir do desconto de todas as despesas e custos que aquele negócio possui, que estão envolvidos na atividade principal, enquanto o lucro bruto sé leva em conta os custos. Por isso, o lucro bruto será sempre maior que o lucro líquido.

Conclusão

Lucratividade e rentabilidade não são a mesma coisa. Isso é importante de estar claro para que não haja confusão que possa ocasionar análises equivocadas dos negócios e com isso realidades enganosas sejam consideradas como verdadeiras.

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, em suas redes sociais e ainda com os seus familiares. Não esqueça de ler outros artigos sobre o assunto aqui no blog relacionados a finanças, investimentos, empréstimos, bancos digitais e cartão de crédito.

Anúncios