Fim do mês chegou e o dinheiro acabou? Veja dicas para sobrar dinheiro!

Essa é a realidade que muitos brasileiros enfrentam todos os meses. Por isso separamos algumas dicas para te ajudar a se organizar para que seja possível que o dinheiro renda até o final.
Anúncios


dicas para sobrar dinheiro
Anúncios


Me permita lhe fazer uma pergunta: seu dinheiro rende até o final de cada mês? Eu sei que essa pergunta pode soar estranha, no entanto, essa não é uma realidade de grande parte dos brasileiros atualmente. Aproximadamente 50 milhões de trabalhadores do nosso vivem fora do seu real padrão de vida. Veja dicas para sobrar dinheiro no final do mês.

Falar em planejamento financeiro é falar em algo que impacta diretamente a qualidade de vida das pessoas. Sendo assim, esse assunto é de grande valia para os nossos dias. Por isso, é importante compreender a importância de viver uma vida dentro das condições de momento.

Se você gostaria que invés de faltar dinheiro ao longo de todo final de mês, o primeiro passo organizar suas finanças. Caso você não tenha esse hábito, saiba que ele é fundamental para manter seus gastos e rendimentos sob controle e o principal ponto para uma gestão financeira exitosa.

Anúncios


Essa organização tem o objetivo básico de fazer com quem seja possível reconhecer as prioridades financeiras, bem como saber quais são as receitas e as despesas de todo mês. Somente dessa forma é que será possível saber o que realmente é importante, o que não é e o quanto será necessário fazer para o dinheiro ser suficiente até o final do mês.

Nesse processo de organização financeira você irá perceber de modo mais claro quais são as prioridades para, então, identificar onde pode haver corte de gastos sem gerar maiores danos. Pensando nisso, selecionamos 3 dicas para ajudar você a sair da confusão financeira e começar a se organizar para terminar o mês com dinheiro. Confira dicas para sobrar dinheiro no final do mês.!

1 – Organize seu orçamento atual

É fundamental que seu orçamento sempre esteja atualizado, afinal podem surgir algumas necessidades enquanto outras podem sumir. Por isso, a primeira dica é que seu orçamento atual seja organizado, procurando sempre manter atualizada as despesas do cotidiano.

Anúncios


Um orçamento organizado facilita na análise mais cuidadosa acerca de cada compromisso financeiro que você possua, te ajudando a identificar as prioridades e dando a devida atenção a cada uma delas.

Para ajudar na organização do seu orçamento use uma planilha para tornar seu trabalho mais otimizado. Utilizar cores diferentes para ajudar na separação de cada coisa, também é um recurso útil. Lembre-se apenas que por prioridade se entende aquilo que é básico para manutenção do funcionamento da vida.

2 – Gastos não essenciais devem ser cortados

Sabe aqueles gastos que são supérfluos. Pois é! Ainda que você decida não tirar todos, decidindo pela manutenção de alguns, é necessário que haja uma redução no gasto com esse tipo de coisa.

Quando falamos de economia, não se pode gastar os recursos de qualquer jeito e com o que quiser. Por isso é preciso fazer alguns cortes. Não se esqueça que esse corte de agora visa um objetivo maior que ajudar na poupança.

Anúncios


Um dos gastos mais comuns e fáceis de se ter e que passa despercebido é o do cartão de crédito. Caso você possua um cartão que cobra taxa de anuidade, já é momento de avaliar outras opções disponíveis no mercado, por exemplo. Encontrar um cartão isento dessa e de outras taxas nos dias de hoje é fácil.  

3 – Defina metas por categoria

Se de fato você está focado em se esforçar para fazer com que o dinheiro renda até o final de cada mês, vai ser preciso uma reorganização total. Mexer somente naquilo que é considerado não essencial pode não bastar.

Caso haja espaço, procure economizar em essenciais, como, por exemplo, conta de luz. Imagine que economizando no consumo de energia você poderá, a longo prazo, obter um valor significativo de desconto em sua conta de energia.

Pense em uma família que tem um custo mensal de R$ 300 com energia e decide fazer um esforço para reduzir R$ 50 reais desse consumo, ao final do ano eles terão economizado R$ 600, o que seria dois meses de economia levando em consideração o valor de R$ 300. Essa economia pode ser aplicada no fundo de reserva ou redirecionado para outras despesas.

Conclusão

Muitos brasileiros encontram dificuldade para gerenciar seus próprios recursos e acabam encerrando os meses sem que o dinheiro recebido tenha sido suficiente para chegar até o final. Isso ocorre porque muitos acabam adotando um estilo de vida acima das condições reais e com isso não se organizam financeiramente.

Anúncios


Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, em suas redes sociais e ainda com os seus familiares sobre dicas para sobrar dinheiro no final do mês. Não esqueça de ler outros artigos sobre o assunto aqui no blog relacionados a finanças, investimentos, empréstimos, bancos digitais e cartão de crédito.